Por Marcos Silvestre:
“O financiamento pelo SFH (ou mesmo fora, mas nas mesmas condições) é hoje altamente vantajoso do ponto de vista financeiro. Isso porque, os juros são ainda muito baixos (mesmo depois da alta que a Caixa promoveu esta semana, que não foi pequena) e há um detalhe que poucos exploram ou explicam: a correção das parcelas apenas pela (mirrada) TR. Imagine que a pessoa vá pagar 10% de taxa de juros por ano no seu financiamento de imóvel pelo SFH. Imagine uma inflação, medida pelo IPCA, por exemplo, de 6% aa. Em ano que o IPCA der 6%, a TR dará perto de 1%, por causa do redutor em sua fórmula de cálculo. Assim, aquela dívida que deveria (para manter o necessário equilíbrio financeiro entre credor e devedor) ser reajustada anualmente em 6%, o será apenas em 1%. Assim, o mutuário ganha 5%, que acabam sendo – na prática – abatidos dos 10% que ele paga de juros anuais, resultando em juros reais efetivos de 5% ao ano. Até para os padrões norteamericanos, por exemplo (considerados os mais baixos do planeta para financiamento imobiliário), essa é uma taxa baixíssima para a aquisição da casa própria!”
#rentabilidade #liquidez #seguranca

Formas de contato:
Edson Luiz Rezende
162541-F
11 9 7964-2341 (cel /whatsapp)
elrezendes@gmail.com

Anúncios